REDUÇÃO DO TEMPO MÉDIO DE PERMANÊNCIA ATRAVÉS DA GOVERNANÇA CLÍNICA.

METODOLOGIA:

Objetivos: Reduzir o tempo médio de permanência hospitalar;

Método: Promover engajamento médico no programa de fluxo dos pacientes, gerenciando metas de tempo médio de permanência para as equipes médicas institucionais, conforme perfil de atendimento e média histórica (neurologia, cardiologia, clinica médica, nefrologia, oncologia, e cirurgia geral). Por meio de avisos na plataforma os gestores médicos para direcionarem seus plano de ação, apoiando-os com Dashboards para análise dos serviços.

O tempo médio de permanência é um indicador clássico de desempenho hospitalar e está relacionado à gestão eficiente do leito operacional, estando intimamente ligado as boas práticas clínicas. O leito hospitalar deve ser gerenciado como um recurso caro e complexo. Utiliza-lo racionalmente conforme a indicação mais apropriada, garantindo sua disponibilidade aos pacientes para o tratamento adequado em tempo hábil.

O modelo de gerenciamento de equipe institucionais, aquelas com maior produção e diretamente ligadas com as perspectivas do planejamento estratégico corporativo.

Oferecer maior segurança aos pacientes, reduzindo seu risco de exposição ao ambiente hospitalar. Também reduzirmos custo as operadoras de saúde, eliminando custo com diárias desnecessárias.

FALE CONOSCO

OUTROS PROJETOS PAP